Visitantes

Contador de visitas

Seguidores


Quando o Coração fala a Mente Silencia sexta-feira, outubro 16, 2009

A fragilidade da carne,
O poder da mente,
Damos mais valor à saúde
Quando estamos doentes,
Eis que a enfermidade do espírito
Reflete no corpo,
De onde vêm,
Seu por quê,
Tão difícil entender.

Toda onipotência humana se dissolve perante
sua suscetividade à morte
E o estar ou não estar
Fica entregue à sua sorte.
Podemos simplesmente dormir
E não mais acordar
Sair
e não mais voltar,
Cair
e não mais levantar.

E do que vale tudo o que construímos
Tudo o que deixamos de fazer
Ou tudo o que fizemos?
A vida jaz na própria vida
Se não aproveitamos o que temos.

Exemplos e exemplos nos circundam
De pessoa que tudo tiveram e nada levaram
Daqueles que nada tiveram
Mas foram afortunados
Pelo simples fato de saberem viver
E vivem mesmo após a morte.

O medo, temor, receio, que cada um possa ter
Supera-se facilmente pela Fé
A confiança que parte do seu interior
percorre um vasto mar com grandes ondas
Tsunamis que teimam nos afogar
E embora teses, estudos diversos,
Probabilidades convincentes
Tentem nos ludibriar,
A determinada hora,
O escolhido momento
Nos leva, mesmo que à deriva
Para o Porto Seguro
Chamado Deus!

Nosso encontro está marcado
Desde o momento em que nascemos
Porque é irrefutável nossa origem
E embora se renegue
Nossa genética é Divina
Mesmo que o primata se assemelhe
Mesmo que a ciência refute
Mesmo que o big bang relute.

As diversas teorias
Nada mais são que um tentativa
Falha,
Promíscua,
De se esquivar da Verdade que nos origina.
Pra que fugir se é mais fácil se entregar?
Por que correr se é mais fácil caminhar docemente
Na segurança das mãos do Criador?

Olhe e se não tiver mais olhos
Ouça!
Se não tiver mais ouvidos
Toque!
Se não tiver mais mãos
Sinta!
Sinta nas profundezas do teu coração
E confie,mesmo se estiveres no escuro
Porque Deus é Luz
Mesmo que não O possamos ver
E Sabedoria quando já não podemos discernir.
Deus é Amor e um dia Ele há de a ti vir!

                                              Lígia Breyer

2 comentários:

Anónimo disse...

Nossa, tão profundo e tão verdadeiro!! Que Deus abençoe você sempre minha amigaa!!!!!

Com Carinho da Poetisa Pequenina:

Yana Bentes

Anónimo disse...

Amém,obrigada minha flor!A ti tbm,toda benção de Deus para que continues sendo sempre essa pessoa linda,encantadora,forte,guerreira e divertida! TE adorooo!
Bjss

Enviar um comentário