Visitantes

Contador de visitas

Seguidores


A CONFIRMAÇÃO DOS FATOS domingo, outubro 25, 2009

   23 de Outubro,o despertar em outra cama de hospital,depois de uma noite de sono escuro, pesado, sem sonhos. Hoje um sentimento gélido congelou-me o sangue nas veias por breves segundos quando a notícia do tumor cerebral residente em mim foi confirmada. Uma profusão de sentimentos cortando o coração como lâmina afiada, mas a todo momento, embora a mente confusa em admitir os fatos, um doce fogo suave aquecia meu coração e as lágrimas escorriam como gotículas que suam de uma pedra de gelo. Meus olhos perdidos sem saberem aonde fitar, percorreram as paredes do quarto sem foco, se misturando com o semblante da médica que cautelosamente me explicava a situação, tentei fitar o chão em tristeza, mas um salto dos meus olhos me fez olhar para cima e então eu pude mais uma vez sentir de onde vinha aquele calor emanado ao meu coração. Deus, me acalmando mais uma vez no seu amor imensurável.
   Seguro o telefone e o silêncio se quebra ao eu ter que falar ao meu marido, mas o tremor na garganta não venceu a calmaria que me veio à voz enquanto a amargura da realidade lhe era confirmada, senti no timbre dele o desespero contido, sem palavras a expressar a dor, medo....normal sentir isso, meus olhos também se encheram de lágrimas, mas tudo o que pude transmitir era o sentimento de positividade, da fé que me move cada vez mais e a esperança que Deus planta em meu coração a cada instante. O consolo do Espírito Santo de Deus afastava qualquer tentativa de pranto e certamente as mãos do meu Anjo da Guarda me confortavam os ombros.
   Minutos de reflexão deitada em meu leito provisório, digerindo aos poucos os fatos, me preparando então para anunciar às minhas irmãs, pais, amigos, sem ensaios para as palavras me pus na companhia da tecnologia e por fim foi-lhes dito. Não queria jamais ver os que amo chorando de tristeza por mim, mas isto me faz ver o quanto eles me amam também e nossas forças juntas só crescem.

   O amor que tenho recebido, carinho, apoio, palavras, orações têm sido primordiais neste momento que ainda nem consigo descrever o quanto.Sozinha não estou e nunca estive, essa certeza também tenho.O restante do dia em companhia de pessoas até então estranhas, o  messenger como veículo me fazendo passar o tempo com mais tempero. Minhas irmãs, ninas tão amadas de plantão comigo, acompanhando cada momento, estamos muitos sintonizadas e isto me faz um bem enorme, as mensagens lindas que tenho recebido de amigos muito especiais, até dos que pouco me conhecem. A saudade de casa é enorme, nunca senti tanta falta da minha cama, do aconchego do corpo do meu marido e filho, se antes eu já tinha uma valorização desses detalhes tão importantes, agora mais ainda. Sem sombra de dúvidas sairei daqui uma outra pessoa, com novas visões, conceitos, experiências. Nunca fui de ter idéias pré-concebidas das coisas, sempre deixei que os fatos e as ocasiões moldassem tais pensamentos porque só a vivência deles ensinam... e se tem algo que já aprendi é a ter paciência, anos atrás estaria maluca neste quarto de hospital, mas tudo o que tenho vivido, erros, acertos, casamento, maternidade, convivência, descobertas, mudanças... enfim, a sede de vida e de vitória só crescem e Deus proverá isso! Que Deus me dê sono e que as trevas passem me dando a chance de viver sempre mais um dia, abrir meus olhos, receber o bom dia tão maravilhoso da boca do meu filho e o doce beijo do meu amado esposo.


4 comentários:

Raúl Tavares disse...

Nunca persequí la gloria,
ni dejar en la memoria
de los hombres mi canción;
yo amo los mundos sutiles,
ingrávidos y gentiles,
como pompas de jabón.

Me gusta verlos pintarse
de sol y grana, volar
bajo el cielo azul, temblar
súbitamente y quebrarse...

Nunca perseguí la gloria.

Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.

Força neste caminho!
Raúl

Lillyca Breyer disse...

Que guapo!
Gracias Raúl!
Besitosss!!

gulliver21 disse...

Parabéns pela serenidade e superação!
Que te vas tudo bem!
Abraço,
Jan

Lillyca Breyer disse...

Jan,muito obrigada amigo!Que Deus te abençoe!Bj

Enviar um comentário