Visitantes

Contador de visitas

Seguidores


Despedida sábado, setembro 19, 2009

Sei que ainda estás a voar,
Meu anjo voa nas asas de um pássaro,
Pássaro de aço,
Bendito,
Maldito,que te trás e que te leva
Levou
Levou a terça parte do meu coração
E agora sinto-me perdida,
Sem rumo,
Sem direcção.


Anjo,
Use as tuas asas
Voe denovo em direcção ao meu peito
Arranque-me essa dor,
Esse misto de prazer e agonia
Que me faz rir chorando,
Ou me faz chorar sorrindo?


Estou com frio,
Me falta o calor dos teus braços
Estou com calor,
Me arde no peito o fogo dessa paixão,
Paixão?
Essa paixão já é Amor.


Dor
Sofrimento
Saudade
Alegria
Lembranças...
Ahhh!...doces lembranças
Toda vez que meus lábios cerram-se,
Automaticamente,meu lábios,sorriem.


Ainda posso te sentir
Teu cheiro,
Tua energia,
O sabor da tua carne labial
Isso nunca terá fim.


Marcou minha vida,
Fez sentir-me mulher de verdade
Me trouxe encanto,ternura,paz,sinceridade...
E o medo não mais permanece em minha vida
Dissipou-se como nuvens ao passares,
Nuvens que encobriam um arco-íris,
Cheio de cor,
Fantasia,
E que não finda.


                                          ( Lígia Breyer)

0 comentários:

Enviar um comentário